Escola a céu aberto

Meados de setembro, uma manha de domingo com névoa, no norte de Berlim. Num canto cheio de folhas caídas de outono, no parque Broser, ouve-se um coro entoado. Velas, guirlandas, um buffet de tortas e quiches, algumas bolas de feno transformadas em assentos. Um grupo de cerca de 40 adultos numa roda, partituras sao distribuídas, uma mulher cheia de energia regendo e todos cantam: “Bunt sind schon die Wälder, gelb die Stoppelfelder, und der Herbst beginnt.”  As florestas são coloridas, o campos ceifados sao amarelos, e o outono se inicia. Muitas crianças se escondem atrás dos adultos, ou atrás de arbustos.

Hoje a escola do parque Broser vai ser inaugurada. Onze crianças entre 5 anos e  meio e 9 anos de idade aprenderam aqui a ler, contar e escrever, além de adquirirem habilidades sociais necessárias, que fazem parte da experiência escolar. Na Alemanha existem atualmente mais de 1.500 Kindergarten na floresta. Um modelo que tem sido comentado até em jornais do porte do NY Times. Uma escola como a do parque Broser em Niederschönhausen, é, no entanto, a terceira escola neste estilo, em Berlim. Em contrapartida, existem 17 Waldkindergarten em Berlim.
eichhoernchen-im-wald-100-1920x1080
A ideia da pedagogia na natureza é tão  simples e óbvia. A natureza oferece variados ambientes para experienciar, experimentar, tranquilidade e elementos para variar, que, estando em contato direto com ela, a criança pode se desenvolver com equilíbrio, auto-confiança e de forma inteligente.

Experimentos pedagógicos comprovam que, quando crianças sobem e descem de uma árvore, elas estão  mais capacitadas a resolver questões matemáticas do que crianças que não  fazem este tipo de movimento.

O chefe da associação  que patrocina a escola do parque Broser, que também está envolvido com outra escola nos mesmos moldes em Berlim, já existente há 10 anos, alega que as crianças saem dessa escola com um background sólido e se posicionam muito bem nas escolas secundárias. Capacidade de concentração , redução do nível de agressividade e percepção  são  aperfeiçoadas através do contato com a natureza.

A escola recebe fomentos da cidade Berlim, mas precisa de apoio financeiro por parte dos pais, também. Atualmente a mensalidade é de menos de 200 Euros. Para famílias com renda baixa, a mensalidade é reduzida até em 50% do valor padrão . A comida é vegana e é cobrada à parte. As mensalidades de escolas particulares em Berlim podem chegar a 4 vezes mais do que este valor citado. A mensalidade é baixa porque pais participam ativamente na construção  da escola e no planejamento dela. E pedagogos trabalham por um salário mais baixo do que nas escolas públicas. De segunda a quarta, as crianças passam o dia num edifício distante do parque, que é o endereço temporário da escola, até que o edifício definitivo fique pronto. Quinta e sexta são  os dias ao ar livre.

Fonte: http://www.zeit.de/kultur/2017-10/naturschule-brosepark-berlin-privatschule-wald